PMJP
06 . Dez . 2017

Comissionados exonerados ligados a Benjamin Maranhão denunciam calotes da Prefeitura de João Pessoa

Em: POLÍTICA
Na manhã desta quarta-feira (6), o portal Polêmica Paraíba recebeu a denúncia de prestadores de serviço de casas de acolhimento de João Pessoa. Nas denúncias eles afirmam que foram demitidos e não receberam o salário referente ao mês de Novembro, causando revolta. Ao todo 86 pessoas perderam o emprego.
 
A ordem de demissão foi assinada pelo secretário de Desenvolvimento Social  (Sedes) da Capital, Eduardo Pedrosa, que é ‘apadrinhado’ do deputado federal Benjamin Maranhão (SD). O secretário assinou a ordem e entrou de férias deixando a ‘bagunça’ para o adjunto Vitor Medeiros resolver.
 
Foi repassado aos prestadores que não seria pago o salário referente ao mês de Novembro, ficarão sem trabalhar nos meses de dezembro e janeiro, e talvez retornem aos serviços no mês de Fevereiro. A remuneração dos servidores é repassada pelo Fundo Municipal de Desenvolvimento Social.
 
A revolta dos trabalhadores se dá porque eles são eleitores de Benjamin Maranhão e de João Almeida, e que o ‘calote’ ‘quebrou as pernas’, pois tinham planejamentos financeiros para o final de ano. Eles afirmam ainda que o secretário Eduardo Pedrosa utiliza a Secretaria para promover campanha política de João Almeida e Benjamin Maranhão. Com Polêmica Paraíba.
 
Comente

Últimos Comentários

    Nenhum resultado encontrado.