10 . Out . 2017

Anisio Maia ameaça romper caso PMDB e PSB formem aliança

Em: POLÍTICA
A possibilidade de aproximação entre o senador Maranhão (PMDB) e o governador Ricardo Coutinho (PSB) para as eleições de 2018 pode culminar no afastamento do Partido dos Trabalhadores da aliança, ou pelo menos de parte dele.
 
Em entrevista à imprensa, na manhã de hoje, terça-feira (10) demonstrou sua insatisfação com a pré-candidatura do senador José Maranhão (PMDB) ao governo do estado nas próximas eleições. De acordo com ele, o peemedebista não perde a oportunidade de participar de uma corrida eleitoral.
 
“Ele quer estar em todas. Já foi governador, senador, deputado e vai passar a vida inteira se candidatando, em detrimento de uma renovação de novas propostas. Para mim, não tem nenhuma novidade na sua candidatura, daqui a pouco o programa do TRE já vai sair com o nome dele”, disse.
 
O petista também assegurou que, caso ocorra uma união entre Maranhão e o governador Ricardo Coutinho (PSB), ele vai deixar a aliança com os socialistas porque não vê a possibilidade de votar em políticos que, segundo o parlamentar, são golpistas.
 
“São candidatos tradicionais, que não tem nada de novo para acrescentar, não têm projeto. São candidatos porque juntou umas pessoas ao seu redor e conseguiu unir algumas vantagens. Não é à toa que é um senador golpista e apoia o maior ladrão do Brasil, Michel Temer, ele tem um ótimo currículo”, arrematou.  
 
Comente

Últimos Comentários

    Nenhum resultado encontrado.