Em carta, senador Veneziano deixa o PSB

O senador Veneziano Vital do Rego protocolizou nesta quarta-feira (23) o seu desligamento dos quadros do PSB nos diretórios Nacional e Estadual do partido. Os documentos foram endereçados ao presidente nacional da legenda, Carlos Siqueira, e ao presidente estadual, deputado federal Gervásio Maia Filho.

No pedido, Veneziano destacou a importância da legenda na construção de um país mais justo e falou de sua colaboração para este legado, ao lado de outros companheiros partidários, citando, dentre estes, a senadora Leila Barros.

Veja, em anexo, o documento formalizado ao Diretório Nacional e compartilhado com o Diretório Estadual.

Gabinete do Senador Veneziano Vital do Rêgo

Brasília, 23 de Dezembro de 2020.
Assunto: Desfiliação Partidária .

Sob os signos da transparência, lealdade e gratidão, recorro formalmente, para
comunicar ao estimado e zeloso dirigente partidário, e particular amigo, o meu desligamento do
PSB, registrando por oportuno alguns comentos à passagem temporalmente curta, porém, efetiva
e rigorosamente em consonância às orientações da honrada agremiação.

Do nosso ingresso em 2018, percorrendo os dois anos subsequentes, ative-me as convergências
entre conceitos pessoais e postulados partidários, desenvolvendo no Senado Federal, ao lado de
respeitados colegas, em especial, da competente Senadora Leila Barros, o mandato legislativo e
político a nós legitimamente outorgados .

Em período tortuoso, de investidas flagrantemente antidemocráticas, portanto,
ofensivas aos esteios republicanos e, de dolorosas consequências sobre a sociedade pátria, nos
mantivemos coerentemente em defesa das conquistas auferidas da gente brasileira, na esteira do
propugnado pela legenda socialista em amplos processos discussivos que permitiram formulações
concretas para realidade nacional.

Destarte, os solavancos e sobressaltos que, ao cabo, infligiram perdas sociais e
abalos aos direitos firmados, enxergo na atuação oposicionista no Congresso Nacional a abnegação
e destemor para, em casos, frear as voluptuosas ações deletérias provenientes do seio Palaciano.
Portanto, nada foi em vão, ao contrário, tudo restou como justificado e assaz pertinente.

Se em quadro nacional nos foi permitido, naturalmente, uma relação construtiva,
convergente e virtuosa com o PSB, em sede local, nos deparamos, irrefreavelmente, com um
processo acelerado de desconstrução orgânica, em uma ambiência de óbices que se desnudaram
incontestavelmente, a nos impedir, como a demais outros ciosos filiados, colaborarmos com o
fortalecimento da legenda. Essa indesejável assertiva, se apresenta ilustrada com os rescaldos dos
resultados eleitorais extraídos recentemente.

Se de conhecimento irrestrito, despiciendo ingressar em análise de mérito, e sim,
constatar efetivamente, a incômoda situação, para à qual muitos se abstiveram, em participar à
agudização do temerário e desolador deslinde.

Sendo assim, movido pelos ímpetos que norteiam as iniciativas edificadoras, me
vejo tolhido ao exercício e cumprimento das empreitadas assumidas. Julgo não podermos ser pela
metade, devemos buscar a plenitude.

Desta forma, me despeço do PSB, mas não de tudo o que ele representa para o
país, no reconhecimento a longa estrada percorrida com único, irrefreável e ardoroso desiderato:
construir um Brasil mais justo e solidário.

Ademais, as palavras não exprimem o sentimento doloroso que as despedidas
geralmente nos causam, mas suficientes a demonstrar o não pretendido, porém, o inevitável.
Abraços e agradecimentos socialistas.

Respeitosamente,

VENEZIANO VITAL DO RÊGO
Senador da República


Deixe um Comentário

Relacionados