Que Maravilha, no Contorno. Teremos disputa

Como já se previa há alguns meses, a eleição do Botafogo-PB deve mesmo ter batida de chapa. De um lado, Orlando Soares, o atual presidente, que vai em busca da reeleição no clube. Do outro, Alexandre Cavalcanti, ex-vice-presidente jurídico do Belo, que será o candidato da oposição, grupo que busca retomar o poder no time paraibano. As eleições para presidente do clube acontece no dia 25 de outubro.

Em 2019, os grupos políticos, que já estiveram juntos, começaram a se desentender. Em novembro do ano passado, a relação estremecida foi publicizada, com troca de farpas entre dirigentes dos dois grupos. As maiores discussões envolviam Breno Morais, atualmente na oposição, e Sérgio Meira, presidente que renunciou neste mês.

Eleições no Botafogo-PB devem ter duas chapas  — Foto: Arte / ge

Eleições no Botafogo-PB devem ter duas chapas — Foto: Arte / ge

A partir dali ficou clara uma situação de instabilidade política no Botafogo-PB. Nos últimos meses foi tentada uma reconciliação, que tinha Sérgio Meira e o ex-presidente Nelson Lira, da situação, e Alexandre Cavalcanti, da oposição, como interlocutores. Um acordo chegou a ser selado, entre, em tese, os dois grupos, onde ficou decidido que a oposição iria comandar o departamento de futebol.

Isso incomodou os apoiadores de Sérgio Meira, que têm ressalvas à volta de Breno Morais ao clube, e que não queriam dispor de informações financeiras para a oposição. Eles revelaram que o ato de Sérgio era isolado e que não contemplava o grupo que o apoiava. Seu vice, Orlando Soares, inclusive, criticou o acordo, dizendo que ele dava todo o poder na instituição para a oposição.

Um dia após o acordo, por conta de muitas pressões de seus aliados, Sérgio Meira renunciou e, com isso, a oposição desfez a conciliação, alegando que, com a renúncia, não havia mais acordo. Orlando Soares assumiu o cargo maior do clube e, nesta terça-feira, decidiu ser o candidato da situação nas eleições de outubro.

Alexandre Cavalcanti

O nome da oposição é um dos mais bem quistos por novos e antigos dirigentes por conta de seu perfil conciliador. Alexandre Cavalcanti tem 41 anos, é advogado e já foi vice-presidente jurídico no clube, na gestão de Zezinho Botafogo, eleita em 2016, que comandou o clube em 2017 e 2018.

O dirigente foi afastado do cargo pela Justiça nos desdobramentos da Operação Cartola, que investigou um suposto esquema de manipulação de resultados no futebol da Paraíba. Alexandre, no entanto, virou réu na esfera criminal por conta de uma denúncia sob outra perspectiva. O dirigente foi denunciado pelo Ministério Público por supostamente ajudar a falsificar um Boletim de Ocorrência para que o clube pudesse se defender de uma acusação que poderia tirar mandos de campo do clube no Campeonato Paraibano.

Alexandre Cavalcanti é o candidato da oposição — Foto: Acervo pessoal / Alexandre Cavalcanti

Alexandre Cavalcanti é o candidato da oposição — Foto: Acervo pessoal / Alexandre Cavalcanti

Na esfera desportiva, Alexandre foi julgado pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) e foi o único dirigente do Botafogo-PB que foi denunciado no âmbito desportivo que acabou sendo absolvido pelo STJD.

– Durante cinco anos fui diretor jurídico. Construímos o alicerce para a modernização do clube. E o grupo me preparou para assumir e pegar um clube saneado para fazermos voos mais altos. Não quero que votem em mim por amizade, quero que votem pelo Botafogo-PB – comentou Alexandre.

Orlando Soares

Com outro perfil, a situação aposta no nome de Orlando Soares, de 62 anos, que vai em busca de sua reeleição. Segundo Orlando, ele está no clube desde 1986, quando foi chamado pelo ex-presidente do Conselho Deliberativo do clube, Francisco Assis, que morreu em dezembro de 2017.

Assim como o seu tutor, Orlando é natural de Sapé. Aos 12 anos chegou em João Pessoa e começou a sua relação com o clube como torcedor. Mais recentemente esteve próximos às instâncias de poder e foi eleito vice-presidente do clube nas eleições de 2018, na chapa de Sérgio Meira.

Orlando Soares, eleito como vice no último pleito, vai em busca da reeleição — Foto: Divulgação/Botafogo-PB

Orlando Soares, eleito como vice no último pleito, vai em busca da reeleição — Foto: Divulgação/Botafogo-PB


Deixe um Comentário

Relacionados