No circo de Bayeux, até Nero e Calígula ficariam com inveja

POR PETTRONIO TORRES

 

Parece surreal, mas é a pura verdade.

O prefeito afastado de Bayeux, Berg Lima, foi até a Câmara Municipal na tarde desta segunda-feira (13) para entregar sua carta-renúncia ao cargo de prefeito.

No entanto, o presidente da Casa Severaque Dionísio, o vereador Inaldo Andrade  não quis aceitar o  documento alegando que o horário de funcionamento da Câmara é até às 13h00.

O presidente também disse ao ainda prefeito Berg Lima, que só o secretário legislativo poderia receber a carta-renúncia.

O fato é que Berg Lima corre o risco de ser cassado e com isso não poderia disputar uma reeleição. Caso pense em disputar o pleito, ele tem prazo para renunciar.

E talvez esteja ai o fato da Câmara protelar o recebimento de sua carta-renuncia.

E pensar que a mesma Câmara Municipal, ou pelo menos sua maioria, livrou Berg várias vezes de cassações e agora, ao que se demonstra, joga contra o prefeito.

Como um circo na velha Roma dos imperadores, que faziam grandes comemorações imperiais e até corridas de cavalos, a Câmara de Bayeux vai protagonizando dia, após dia, um show que deixaria Calígula e Nero com inveja do quem acontece na ‘casa do povo’.

E o povo, bem, assim como em Roma, fica olhando e ‘chupando dedo’.


Deixe um Comentário

Relacionados