Eleições no Belo: O abismo entre às ‘diretas já’ e a ocultação de lista dos votantes

POR PETTRONIO TORRES

O jogo de cena com a história de eleições diretas no Belo, com todos os sócios adimplentes votando para escolha do novo presidente da diretoria executiva não passou de balão de ensaio.  Para inglês ver. A paz, a bandeira branca acabou faz tempo no Botafogo. Agora, a guerra está declarada de forma escancarada.

Isso virou fato com o pedido do conselheiro José Afonso Guedes feito a direção do clube que apresente a lista de sócios contribuintes que tem direito a voto na eleição do clube marcada para outubro próximo. Hoje, o sócio contribuinte é a única modalidade apresentada no plano de Sócio Torcedor que dá direitos políticos.

Afonso é ligado ao ex-vice de futebol do clube Breno Morais, que pode disputar o mandato de presidente, caso tenha aval da justiça desportiva, contra o atual mandatário, Sérgio Meira, que tenta a reeleição.

Afonso agiu baseado na nova Lei de Acesso à Informação. Dentro da legalidade.

No entanto, Sérgio Meira, confirmou o recebimento do pedido, mas não garantiu que vá liberar o documento.

O desfecho deste pedido, aguardem, será na justiça. A situação no Belo continuará omitindo os nomes dos sócios e a oposição recorrerá ao judiciário para ter seu direito de acessar à lista, atendido.

Começou a eleição no Botafogo da Paraíba.


Deixe um Comentário

Relacionados